Estado, Questão Agrária e Movimentos Sociais

Os trabalhos desenvolvidos nesta linha de pesquisa buscam analisar  a permanência histórica da questão agrária no Brasil. Uma questão que se geografiza no tempo-espaço presente e evidencia a sua dimensão territorial a partir da concentração dos meios de produção e da exploração do trabalho no campo (e nas suas relações cotidianas com a cidade). Contexto no qual o Estado assume uma centralidade analítica, através de suas políticas fundiárias, como também dos grandes projetos de desenvolvimento, em seus antagonismos e conflitos socioterritoriais.

Pesquisas em andamento:

Territórios em disputa: desafios do processo de regularização dos territórios pesqueiros no litoral baiano. Um olhar sobre a comunidade pesqueira de Ilha de Maré (Kássia Aguiar Noberto Rios - Doutorado/POSGEO/UFBA)

Entre Terras e Territórios: A experiência de quilombolas em Assentamentos da Reforma Agrária na Bahia (Tiago Rodrigues Santos - Doutorado/PPGCS/UNICAMP)

Reforma agrária e produção do espaço: o processo de implantação dos projetos de assentamento Cassatinga e Sítio do meio em Itiúba - BA (Adriano de Oliveira Lima - Mestrado POSGEO/UFBA/FAPESB).

A questão agrária e as comunidades quilombolas na Bahia (UFBA/CNPq)

A pesca artesanal em Vera Cruz (BA): identidades, contradições e produção do espaço (Taíse dos Santos Alves - Mestrado/POSGEO/UFBA)

Ver Publicações